quarta-feira, 22 de abril de 2009

A Deusa da Fertilidade

Foto descontraída. Sem relação com o texto.Rá rá.


Papos inúteis pós-páscoa.
Um dia qualquer, minha casa, uma amiga viajante.
- Cara, acabei de descobrir uma coisa!- ela disse.
- O quê?! Lá vem merda... - não podia prestar.
- Você é a Deusa da Fertilidade dos tempos modernos!
- Han? quê? Como assim? Pirou?
- Sim, véi! Você! Minha amiga, que legal!!! - ela surtou.
- Minha filha, explica essa sua viagem aí, que eu tô boiando!
- Tipo...Pensa comigo. Você se chama Natália Coelho.
- Sim, eu sei. - rá, grande novidade.
- Natália como você mesma já me disse, significa nascimento, natalidade, certo?
- Anham, prossiga.
- E Coelho é o símbolo da fertilidade! Inclusive eu li, em algum lugar, não me pergunte qual, que a Coelha, após doze horas do parto dos seus quatro a oito filhotes, já está pronta pra mais uma. O que que é isso! Não tem tempo ruim ali não, fia! Eu poderia ser um Coelho, que pena não sou.
- Hahahahahahahahahahah, que viageeeem! - eu só podia rir, não esperava uma imaginação tão fértil, devia ser a aproximação comigo.
- Mas é. Olha só. Você une a natalidade com a fertilidade. BOOOM. Taí, minha nova amiga Deusa. Você! hahahahaah.
- É mesmo, sempre pensei que eu tinha algum destino, alguma missão na Terra. E você me ajudou a descobrir. Irei povoar este planeta em tempos díficeis, após um meteoro cair aqui, e sobrar só Belo Horizonte e poucas pessoas no mundo. Cara, eles podiam explodir o Armazzem*, a Cocobongo*, a Seven*, que cê acha? hahaha.
- Nossa, seria serviço de utilidade pública.
- Acho que aí, já é sonhar demais. Coisa ruim nunca acaba.
- É mesmo, vamos deixar isso pra outra história. Voltando ao assunto, Deusa. Só tem um pequeno problema. - ela disse.
- Qual?
- Você mesma.
- WHAT? Eu não era a solução há 30 segundos atrás?!
- Sim, mas você é muito seletiva, vai querer reprodutores lindos, românticos, inteligentes e bombados. E isso, eu já te disse, NÃO EXISTE! Não tudo isso em um só homem.
- É mesmo. Esqueci de me desiludir disso. Ah, mas em tempos díficeis, você sabe como funciona. Tempos díficeis, né?
- É, sei bem. Mas aqui, promete que eu vou ser madrinha de alguns dos seus numerosos filhotes?
- Os dez primeiros servem? Top 10?
- Hahahahaha tá de bom tamanho pra mim.
- A gente é bem idiota, hein?
- Se somos, mas aqui...Ah, deixa pra lá. Pensei bobagem. - ela fingiu de envergonhada, pra depois soltar a sacanagem. Normal dela.
- Ah, agora fala né. Antes não tivesse começado a falar, anda solta a bomba!
- Não, é que eu pensei no nome do seu procriador e co-salvador da humanidade nos tais tempos díficeis. Hahahaha. - seguem-se aí, cinco minutos de risadas.
- .... Tô esperando ainda.
- Hahahahaha Natália Coelho e Jacinto Pinto Filho.
- Hahahahahaha imbecil!!!



* São casas de show de pagode e funk para o povão daqui de Bh.

8 comentários:

P. disse...

Jacinto Pinto Filho? HUEAUHA

Já tinha ouvido falar vagamente dessa história da coelha mal parir e estar pronta pra procriar novamente. Pavoroso :~

Essa história me fez lembrar desses filmes "Armagedon Style", sabe? Eu gosto :B

Muito cômica a "viagem" de vocês!

Abraços

Alexandre Silva disse...

Se casar com o "Jacinto Pinto Filho" aí é que ñ vai sair nada mesmo... hahahaha
Bom, a constatação é interessante, Natalidade + Fertilidade pode dar uma coisa boa aí. Quem sabe vc ñ é a próxima a bater o recorde de moleques de uma vez só :D...vc viu aquela mulher q teve 8 duma vez né, kkkkkk. Tipo a mulher do Apu nos Simpsons. Aí vc pode alugar seus filhos pro showbizz como eles fizeram no desenho...Se levar naqueles troço de numerologia eles vão falar: "vc é abençoada, tem a tendência em ter muitos rebentos..." e toma sua casa com quintal e um timinho de futebol ^^

Qto ao vídeo lá, faz isso com seu irmão não uai. Agora q tá na época boa dele aproveitar as festinhas na sala de aula, kkkkk

Abcs
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Adriano Ferreira, CM disse...

Em algumas sociedades o nome sinaliza o destino da pessoa... quem sabe o seja não seja mesmo este, o de Deusa da Fertilidade...

Marcos Pinheiro disse...

HI-LÁ-RI-O!!! Mais uma vez tô rindo horrores aqui com as suas histórias. O final então... Nooooossa, foi apoteótico. Jacinto Pinto Filho ---> kkkkkk

Ó, se precisar, pode contar comigo pra procriação do mundo - pronto falei! hehehe...

Genial o texto, muito bem sacado. Parabéns!!!

Marcos Pinheiro disse...

Ah, e esqueci de dizer:

Na verdade quem é a Deusa da Fertilidade é essa sua amiga aí. Que imaginação fértil!

Carol disse...

ai ai Natália "Coelha"!
Bem que vc falou que isso podia ser uma de nossas conversas! kkk
Muito "viagem" e muito bem pensado! ushauhsuahs adorei o Jacinto Pinto (pra vc, não pra mim)
e ainda de quebra ganhou um "procriador" de brinde!
suhauhsuaushausa

P. disse...

De fato as sopinhas são melhores. E mais: "têm mais 'paladar'".

Abraços!

Rubervânio Rubinho Lima disse...

Olá Natália,
o menino Marcos me mostrou seu blog e eu adorei esse seu texto, um conto em forma de diálogo que foi criativíssimo...
Adorei e sempre vou dar uma furdunçadazinha aqui no seu espaço virtual....
Saudações cibernéticas...