sábado, 12 de setembro de 2009

Ocupo tempo com coisas deprê


Esse é o nome de uma das milhares comunidades inúteis do querido Orkut. E por forças ocultas do destino eu me encontro nela. Não,não. Não teve forças ocultas, foi uma identificação mesmo. Não que eu esteja depressiva e faça coisas do tipo, mas é como o próprio título diz, muito tempo à toa é muito tempo para fazer coisas entediantes e que deixaria triste o mais feliz do seres.

Por exemplo, deitar na cama ao som de Maria Rita cantando:

"anda tira essa dor do peito, anda despe essa roupa preta e manda seu corpo deslembrar!"

Quem é que não teria vontade de chorar? Escutar The Fray, Radiohead, Enya, Los Hermanos, enfim, só melodias tristes, letras sombrias e com dores de corno. Uma completa fossa. Por incrível que pareça, eu consigo sentir prazer ao ouvi-las. Além de músicas depressivas, vale também assistir um romance com final infeliz, claro. O mocinho morre, alguém tem uma doença terminal e a trama é repleta de desencontros e dramas.

Aliado à música e ao filme não pode faltar o chocolate ou algo com um certo teor álcoolico. Se a "atoice" for de longa duração e os filmes e músicas não completarem o tempo, nada como ligar o pc e não ter ninguém (legal) online. Pronto, tédio total no msn, você já começa a pensar que todos saíram e só você,VOCÊ, está trancafiado em casa. Não bastasse isso, você começa a fuçar o orkut dos outros e passa a reparar "a vida feliz" que eles levam. Angustiado e revoltado você desliga o pc, apaga a luz do quarto e fica ali na escuridão; apenas pensando e refletindo sobre sua vida.

Caso seja sábado, no fim do dia você pode se dar o presente de assistir Zorra Total (é um programa de humor, mas totalmente depressivo). E se for domingão, nada melhor do que assistir Faustão, Sílvio Santos e Fantástico. Parabéns, o seu final de semana foi uma completa depressão.

Para fechar com chave de ouro, no final do domingo, quando estiver começando No Limite, é só você se lembrar do próximo dia. Aí, meu caro, você chora.


10 comentários:

Marcos Pinheiro disse...

Já me bateu uma deprê só de ler esse texto e pensar que amanhã é domingo.

Blog do Óbvio disse...

Natália, apesar do texto depré, você escreve bem prá caramba. Tem o dom de prendera gente com suas palavras. Parabéns. Adorei o seu escrito. Beijocas amigas com carinho. Manoel.

Danilo Castro disse...

Grande Frida dizia atestou que a arte nasce do sofrimento. Clarice escrevia divinamente diabólica e sedutora porque sofria. Há um lado bom na dor. Nascem criações belíssimas no final das contas. Por isso aproveito-me da dor e arranco-lhe casquinhas involuntariamente. Quando estou bem, feliz, nada crio, nada escrevo. Sou amador, amo a dor.

Beijos!

Danilo Castro disse...

Tô te seguindo...

O Frango... ® disse...

Isso se chama masoquismo, sabia?

Marco islAa disse...

Eu tb ocupo o meu tempo com algumas coisas depres tb...rsrsrs a maioria das músicas da minha banda são depres ou ou extremamente histéricas...bipolar mesmo.huahuahua

legal o blg! abraç

Alexandre Silva disse...

Ouvir Coldplay, Radiohead e os dois últimos álbuns da Legião Urbana tb costumam ser boas pedidas...

Legal o blog kkk, passa no meu?

Késia Maximiano disse...

Ai gente, identificação total... rsrsrsr

Beijooo

Ronaldo disse...

Não, não pode ficar se ocupando com coisas depre, é ruim demais.

temq eu ser master nisso, em pleno domingão se perder vendo essas coisas na tv, olha, que os proximos domino seja melhor, sem isso.

melke disse...

muito bom o texto. Mas p situação ficar pior ainda, é ser feriado na segunda. 3 dias de depre,, e uma semana super corrida depois..
e que venha a semana q vem. .rs

beijokas